Rua da Fé

terça-feira, outubro 17, 2006

Partido da morte

O PS, percebeu-se ontem no Centro Cultural de Belém, ficará para sempre conotado com a cultura da morte. É pena. Era preferível que o partido gostasse mais da vida. Mas não. Eles gostam é da morte...